quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

***FELIZ NATAL E UM INCRÍVEL 2011***

Que nesse Natal, você sinta
toda a alegria necessária
para ser feliz a cada instante!

Que nesse Natal todas as
suas vontades, sonhos e desejos,
sejam realizados!

Que você tenha uma noite de paz, que
tenha boas festas juntamente com as
pessoas que sempre estão ao seu lado!

Que você encontre razões para
continuar vivendo,
sorrindo e fazendo amigos!

Que neste tempo de paz você
possa receber de cada pessoa
o amor que elas te oferecem.

Boas festas, com muito ânimo
e muita alegria e que se torne realidade
os sonhos que você deseja alcançar!

Vejam este vídeo
http://www.youtube.com/watch?v=vk6DJiZxie8
Postado por: Edson Paiva

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

VOCÊS SÃO O UNIFIEO NO INTERCOM / EXPOCOM SUDESTE 2011

Parabéns aos autores dos trabalhos selecionados para participar no Intercom/ Expocom Sudeste 2011.

XVI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste
Data : 12 a 14 de maio de 2011 - FECAP - São Paulo - SP

Saiba mais sobre o evento em:
http://www.portalintercom.org.br/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=135:noticias-congresso-regional-sudeste

III - Publicidade e Propaganda
(para alunos de Publicidade e Propaganda)
a. Agência Jr. de Publicidade e Propaganda (conjunto/série) – Agência Experimental Ax
b. Campanha promocional (conjunto/série) – VW Kombi
c. Campanha publicitária (conjunto/série) – Citroën C3
d. Pesquisa mercadológica (avulso) – Dix Saúde
e. Jingle (avulso) - Dix Saúde
f. Spot (avulso) – Roxos e Doentes
g. Filme publicitário (avulso) – Nativa Spa - O Boticário
h. Fotografia publicitária (avulso) – Morana
i. Anúncio impresso (avulso) – VW Kombi
j. Cartaz (avulso) – Minha Rua, Minha Casa (6o. Sem. PP)
k. Outdoor (avulso) – Citroën C3
l. Publicidade digital/virtual (avulso) - Vult
m. Publicidade em mídia alternativa (avulso) - Morana

V - Produção Editorial e Produção Transdisciplinar em Comunicação
(para alunos de quaisquer habilitações em Comunicação)
e. Ensaio fotográfico (cjto de no mínimo 10 (dez) fotografias) – Minha Rua, Minha Casa (6o. Sem.PP)
g. Fotonovela (avulso) - Vult
h. Blog (avulso) – Agência Union (7o. Sem PP)
k. Charge / caricatura / ilustração (avulso) – (vinheta/carômetro) - Agência Arikém
o. Plano de comunicação integrada (avulso) - VW Kombi
p. Produção multimídia (avulso) – (Vinheta) - Agência Ágora

Postado por: Edson Paiva

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

INTERCOM - EXPOCOM SUDESTE 2011


XVI Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sudeste
Data : 12 a 14 de maio de 2011 - FECAP - São Paulo - SP

III - Publicidade e Propaganda
(para alunos de Publicidade e Propaganda)

a. Agência Jr. de Publicidade e Propaganda (conjunto/série)
b. Campanha promocional (conjunto/série)
c. Campanha publicitária (conjunto/série)
d. Pesquisa mercadológica (avulso)
e. Jingle (avulso)
f. Spot (avulso)
g. Filme publicitário (avulso)
h. Fotografia publicitária (avulso)
i. Anúncio impresso (avulso)
j. Cartaz (avulso)
k. Outdoor (avulso)
l. Publicidade digital/virtual (avulso)
m. Publicidade em mídia alternativa (avulso)

V - Produção Editorial e Produção Transdisciplinar em Comunicação
(para alunos de quaisquer habilitações em Comunicação)

e. Ensaio fotográfico (conjunto de no mínimo 10 (dez) fotografias)
f. Fotografia artística (avulso)
g. Fotonovela (avulso)
h. Blog (avulso)
k. Charge / caricatura / ilustração (avulso)
o. Plano de comunicação integrada (avulso)
p. Produção multimídia (avulso)

Nestas modalidades temos trabalhos competitivos para inscrever. Em breve divulgaremos a relação dos indicados.

Postado por: Edson Paiva

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

CAMPANHA COMPARATIVA DA NISSAN PROVOCA CONCORRENTES

Nissan ataca com dupla sertaneja "Railuque e Maloque". Uma paródia aos concorrentes (Hilux - Toyota e Amarok - VW)

A marca japonesa voltou a provocar as concorrentes, acusando outras picapes de não serem tão resistentes quanto a sua Frontier. A dupla sertaneja fictícia aparece no filem da montadora, que mais uma vez provoca a concorrência.

Em tom provocativo, o novo comercial da Frontier, da Nissan, compara a verdadeira utilidade do veículo com o uso esnobe de picapes concorrentes por uma dupla sertaneja fictícia. Criado pela Lew’Lara\TBWA, o filme Agroboy tem formado de videoclipe e estreou no último final de semana. "A dupla sertaneja Railuque e Maloque representa o que chamamos de cowboy de posto de gasolina. Porque eles chegam ao posto, abrem as portas da picape, que está sempre limpinha, e ligam o som bem alto. Ou seja, não têm nada a ver com a utilidade da picape", explica Manir Fadel, diretor de criação da agência. O nome da dupla Railuque e Maloque é uma clara e bem humorada referência ao Hilux, da Toyota, e ao Amarok, da Volkswagen – concorrentes do Frontier.

Assim como a dupla fictícia, que tem o rosto pintado e canta suas aventuras de cowboy no jogo de futebol em carpete, as picapes concorrentes, que não tem o símbolo nem a identidade revelados no comercial, são apresentadas como se não fossem tão resistentes. Em determinado trecho da música cantada no comercial, a letra fala sobre resistência a lama e pedras: "A gente nunca andou na grama, não sujou o pneu de lama. Temos no pastoville plantação de banana. Fui feita pra agroboy. Cowboy de posto".

Murilo Moreno, diretor de marketing da Nissan do Brasil, defende a publicidade comparativa. "Quando você não é líder de mercado, é sempre bom comparar. Assim, lembramos ao consumidor que existimos", frisa. Aproveitando o final do IPI reduzido, a montadora pretende posicionar o Frontier à frente dos concorrentes.

Quanto à reação de outras montadoras e do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar), tanto a Nissan como a Lew’Lara dizem estar preparadas. "Dessa vez tomamos o cuidado de não mostrar as marcas dos outros carros, mas geralmente o concorrente reage quando se sente atingido. Para nós, isso não é ruim porque da mais visibilidade à campanha. Entretanto, desta vez, eles têm menos argumento", acredita Fadel. Já Moreno diz que espera qualquer tipo de reação. "No caso da campanha do Livina, eles reagiram muito forte, por isso espero de tudo", explica o executivo.

No comercial do Livina, veiculado em setembro, engenheiros e executivos de montadoras concorrentes ficavam nervosos com as premiações recebidas pelo carro da Nissan. Havia referências a três marcas concorrentes e suas nacionalidades: GM Meriva (norte-americanos), Honda Fit (japoneses) e Fiat Idea (italianos). Acatando liminar do Conar, Nissan e Lew’Lara retiraram o comercial do ar e, logo em seguida, lançaram novo filme com o pedido de desculpa às montadoras "por ter feito um carro melhor que o de vocês".

Assisita ao vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=7LY_yBm8lcA

Enviado por: Frabetti

domingo, 12 de dezembro de 2010

AGÊNCIA ÁGORA DO UNIFIEO É PREMIADA COM MENÇÃO HONROSA NO CONCURSO DA APP.


Foi realizada na manhã deste sábado (11/Dez), na sede da APP., o 31o. Concurso Universitário de Campanhas Publicitárias da Associação dos Profissionais de Propaganda. Para participar deste concurso foram inscritos os melhores trabalhos de 30 instituições de ensino superior:

Faculdade/ Campanha
UNIFIEO  / OSASCO - VOLKSWAGEN KOMBI
UNICSUL / SÃO MIGUEL - GRES. ROSAS DE OURO
UNICSUL /ANÁLIA FRANCO - SOHO
FACULDADE CÁSPER LÍBERO - IMPALA ESMALTES
FAC. INT. RIO BRANCO - CNA ESCOLA DE IDIOMAS
FECAP - F.E.C. ÁLVARES PENTEADO - HARLEY-DAVIDSON
UNIV. METODISTA DE SÃO PAULO - CAMINHÕES MAN
UNISAL  / AMERICANA - PAVIN CONFECÇÕES
UNIPINHAL - ESPÍRITO STO. PINHAL - INVERNO D´ITALIA
FAC. ANHANGUERA DE SÃO CAETANO - TINTAS CORAL
UNIV. SÃO JUDAS TADEU - CERVEJA CONTI BIER
UNIBAN - CINEMARK
UNIV.ANHEMBI MORUMBI /VILA OLIMPIA - IODICE DENIM
UNIV.ANHEMBI MORUMBI /BRÁS - ADES NUTRIKIDS
UNIFEV - CENTRO UNIV.VOTUPORANGA - REFRIG. COTUBA
UNISANTOS - SORVETES KIBON
UNINOVE - CAFETERIA SANTO GRÃO
UNIVAS - UNIV. DO VALE DO SAPUCAÍ - O2 FM
UNAERP - UNIV.RIBEIRÃO PRETO - CERVEJA ART. COLORADO
UNIP – CAMPINAS - FRONZEN IORGUTE - THATHAGURT
PUC - PONTIFÍCIA UNIV.CATÓLICA DE SP - RÁDIO KISS FM
UNIMAR - UNIV. DE MARÍLIA - CACHAÇA POESIA
UNISA - UNIV. DE SANTO AMARO - ESCOLA DE MÚSICA EMT
FACULDADE COC - FUND. EDUC. CEL. QUITO JUNQUEIRA
UNIP BAURU - AEROCLUBE DE BAURU
UNIMONTE/ SANTOS - RISQUÉ EDIÇÃO ESPECIAL
UNIARA - CENTRO UNIV. ARARAQUARA - JORNAL IMPARCIAL
UNIVERSIDADE SÃO CAETANO DO SUL - ASISC
PUCCAMP - PONT. UNIV.CAT. DE CAMPINAS - LIVRARIA CULTURA
UNIFIAM FAAM FMU - HERSHEY´S COOKIES´N CREME

Em negrito observamos acima os quatro finalistas, dos quais três receberam como prêmio menções honrosas dos jurados:



Na foto da esquerda para direita os alunos: Gustavo Lima, Carolina Gomes, Renata Pitocco, Tatiane Neri, Willians Metlley e o Professor Edson Paiva


- O melhor plano de mídia: agência experimental Ágora Comunicação/ Campanha Kombi - VW -  do Centro Universitário FIEO.

- A melhor apresentação: agência experimental 3x4 Comunicação/ Campanha Impala Esmaltes -  da Faculdade Cásper Líbero.

- O melhor plano de direção de arte: agência experimental Ágassi Comunicação/ Campanha Soho - da Universidade Cruzeiro do Sul / Anália Franco.

A APP parabeniza todos os grupos inscritos no concurso, participar deste evento já é uma vitória!

Postado por: Edson Paiva

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

O CRESCIMENTO DA PUBLICIDADE NO BRASIL

Publicidade no país cresce mais que a média global. Consultoria prevê expansão de 9,5% em 2011, ante avanço mundial de 5,8%.
Brasil se consolida como o sexto maior mercado no mundo no setor e passa a ameaçar o Reino Unido

O mercado publicitário brasileiro vai continuar crescendo acima da média global nos próximos anos, consolidando-se como uma das principais fontes de receita do setor, apontam pesquisas divulgadas nesta semana.

Os estudos mostram que setores como jornais, TV e internet vão ter um crescimento de receita maior do que o que se espera para a economia em geral (PIB).

Para o GroupM (braço da agência WPP, o maior grupo de publicidade do mundo), o mercado publicitário brasileiro se expandirá em 9,5% no ano que vem (ante avanço global de 5,8%) e será o quarto que mais contribuirá com "dinheiro novo" para o setor.

Pela previsão, US$ 1,4 bilhão a mais entrará no setor de publicidade do país em 2011 -totalizando US$ 18,4 bilhões-, o que representa 5% do crescimento mundial.

Só o montante de "dinheiro novo" (a diferença entre a receita de um ano com o anterior, quando positiva) representa mais que todo o mercado publicitário chileno, por exemplo.

Já a ZenithOptimedia (subsidiária da agência francesa Publicis) prevê que, entre este ano e 2013, as receitas com publicidade no Brasil só crescerão menos que as na China entre os principais mercados mundiais.

Segundo ela, o mercado brasileiro registrará avanço de 31% até 2013, enquanto o chinês terá aumento de 51%. O norte-americano, o maior do mundo, vai ter expansão bem mais modesta: 9%.

CONSOLIDAÇÃO

Embora os números não sejam idênticos, as duas consultorias apontam que o mercado no país está se consolidando como o sexto maior do mundo e começa a ameaçar outro gigante, o britânico.

De acordo com o GroupM, o país deve ter participação de 3,3% do mercado mundial de publicidade em 2011, abocanhando fatia pelo quinto ano consecutivo.

Segundo a ZenithOptimedia, essa fatia vai chegar a 3,6% em 2013, ficando pouco abaixo da do Reino Unido: 3,8%, ou 0,2 ponto percentual menos do que neste ano.

O estudo de 166 páginas do GroupM mostra ainda que todos os setores no Brasil, com exceção de guias e listas, vão se expandir no ano que vem -o maior avanço será da internet, com faturamento 35% maior que o deste ano.

Os jornais, por exemplo, terão avanço de 7%.

A receita do setor com publicidade, de US$ 2,2 bilhões, será a nona maior do mundo, ganhando seis posições em relação a 2003.
 
Enviado por: Frabetti

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

VINHETA DE ABERTURA DO TCC 2010.2

Clique no link e reveja a vinheta de abertura dos Projetos Experimentais.


Postado por: Edson Paiva

VINHETAS DAS AGÊNCIAS - 2010.2

Clique nos links e revejam as vinhetas das agências experimentais dos TCCs.

Agência: ÁGORA
http://www.youtube.com/watch?v=RjzQNQd_tI0

Agência: ARIKÉM
http://www.youtube.com/watch?v=60fbApYxQb8

Agência: ÁPICE
http://www.youtube.com/watch?v=ezyp0TaeNAs

Agência: DESTAQUE
http://www.youtube.com/watch?v=Q-I6DOXH4YA

Agência: DOM
http://www.youtube.com/watch?v=s-XhEyAu_gM

Agência: ILLUMINATI
Não enviou

Agência: MIRAH
http://www.youtube.com/watch?v=TvnLYPOOIUI

Agência: NEW ART
http://www.youtube.com/watch?v=m8WwfydihvI

Agência: NIGAM
http://www.youtube.com/watch?v=pOR3ZVSjbhk

Agência: SIGMA
http://www.youtube.com/watch?v=oZsW1LhwJL8

Agência: SUPERNOVA
http://www.youtube.com/watch?v=V4DFj7QQqKc
http://www.youtube.com/watch?v=2FhD2T6bnY8

Agência: VIVÁ
http://www.youtube.com/watch?v=PbGuTI9f_cA

Postado por: Edson Paiva

COMERCIAIS DE TV - TCCs 2010.2

Clique nos links e revejam os comerciais dos Projetos Experimentais.

Campanha: TALENTO - GAROTO
Não enviou

Campanha: GIRAFFAS
http://www.youtube.com/watch?v=PvendkxDIiY

Campanha: TVA
http://www.youtube.com/watch?v=_VFdWYOxfek

Campanha: ROXOS E DOENTES
http://www.youtube.com/watch?v=cqHg5ZHTG2c

Invasão Roxa
http://www.youtube.com/watch?v=a3irxYdWBkE&NR=1
Invasão Roxa I
http://www.youtube.com/watch?v=CL1mdSpTuoo
Invasão Roxa II
http://www.youtube.com/watch?v=Bxx24FDYMF8
Invasão Roxa III
http://www.youtube.com/watch?v=EVEHdzkfMuw
Invasão Roxa IV
http://www.youtube.com/watch?v=3JfvkYsFi6s&NR=1
Invasão Roxa V
http://www.youtube.com/watch?v=4d8UPv2bdJ8
Invasão Roxa VI
http://www.youtube.com/watch?v=UyJKpI_jMO8&NR=1
Invasão Roxa VII
http://www.youtube.com/watch?v=A7SMd0qnZnw&NR=1

Campanha: O BOTICÁRIO
http://www.youtube.com/watch?v=gLOgkkzqrus

Campanha: FRUTIQUELLO
http://www.youtube.com/watch?v=wD6YUam8Vvg

Campanha: DIX SAÚDE
http://www.youtube.com/watch?v=dm6N7oNw_wQ

Campanha: MORANA
http://www.youtube.com/watch?v=556UsohpcZM

Campanha: KOMBI
http://www.youtube.com/watch?v=DKxvu_HMn3U

Campanha: JIN JIN WOK
http://www.youtube.com/watch?v=YVuEtAzQmbM

Campanha: MAIS VITA – YOKI
 http://www.youtube.com/watch?v=BrHSGDCxtDI

Postado por: Edson Paiva

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

UNIFIEO JÁ ESTÁ ENTRE OS MELHORES DO CONCURSO DE CAMPANHAS DA APP

Temos a grata satisfação de informar que mais uma vez um trabalho do curso de Publicidade e Propaganda do UNIFIEO foi selecionado entre os melhores pela APP (Associação dos Profissionais de Propaganda) e irá se apresentar neste sábado na sede da instituição para uma banca com profissionais renomados do mercado para decidir sobre as premiações finais.

Cabe salientar que ser selecionado entre os melhores para se apresentar já pode ser considerado um grande prêmio tendo em vista que mais de 30 instituições de ensino superior se inscreverem e nestas instituições, também houve uma triagem prévia. Neste ano, aqui no UNIFIEO, tivemos que escolher apenas um trabalho para ser inscrito entre os 17 projetos experimentais desenvolvidos ao longo do ano. Se considerarmos que cada instituição que se inscreveu escolheu seu representante entre 10 trabalhos pelo menos, verificamos que estar entre os 4 melhores entre cerca de 300 projetos (30 instituições X 10 trabalhos em média de cada), já é um grande feito.

Mas nossos alunos querem mais, investiram na qualidade da produção e prometem uma grande apresentação para convencer a banca examinadora.

Os trabalhos selecionados e instituições foram:

VW Kombi - UNIFIEO
Esmaltes Impala - FACULDADE CÁSPER LÍBERO
GRES. Rosas de Ouro - UNICSUL - São Miguel
Soho - UNICSUL - Anália Franco

Os alunos que irão nos representar neste importante concurso são:

Carolina Gomes, Erica Rosa, Gustavo Lima, Gustavo Mozart, Renata Pitocco, Tatiane Neri e Wlliams Metlley, que fazem parte da agência experimental ÁGORA PUBLICIDADE.

Conheça a APP
A APP foi fundada em 29 de setembro de 1937 como Associação Paulista de Propaganda, tendo o poeta e publicitário Orígenes Lessa como primeiro presidente. Em 1989 foi rebatizada como Associação dos Profissionais de Propaganda, insígnia que mantém até hoje. A entidade surgiu da necessidade da atividade publicitária ter uma voz que não se calasse diante de temas e desafios do negócio publicitário e do profissional que atua na indústria da comunicação. Congrega os profissionais dos mais variados segmentos da publicidade nacional, estejam eles entre anunciantes, nas agências, nos veículos ou nas empresas fornecedoras de serviços, todos participando ativamente do desenvolvimento sócio-econômico e profissional do Brasil, especialmente no que diz respeito ao crescimento e contínua modernização das atividades produtivas, comerciais e de serviços. Em sua longa existência, a APP, hoje com mais de 20 Capítulos Regionais no país, vem ajudando a fazer da propaganda uma das atividades profissionais de maior expressividade em nosso País e oferecendo para toda a América Latina preciosas colaborações técnicas, profissionalizantes e de desenvolvimento ético da profissão.

Boa a sorte e parabéns a eles e aos professores !

Postado por: Edson Paiva

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

PREMIAÇÃO DOS INTERDISCIPLINARES


Na noite de ontem, 01/12, foram premiados os melhores trabalhos interdisciplinares do curso de Publicidade e Propaganda.
Antes da premiação os grupos foram saudados pelo coordenador do curso, Prof. Sérgio Marin, que falou sobre a importância da pontualidade e do profissionalismo necessários para ser bem sucedidos na área de comunicação. Estiveram presentes também na ocasião dos Profs. Edson Paiva, que anunciou os ganhadores e a Profa. Tereza Imperiale, que fez a entrega dos Troféus e medalhas, além dos Profs. Sônia Lanza, Adriano Caliman e Daniel Paletta.

Os grupos avaliados pelas bancas examinadoras e considerados os melhores foram:

6o. Semestre: Responsabilidade Social
Agência: Gênesis - Cliente: Reciclázaro
Alunos:
Ariana Catalano
Camila Brocaneli
Diego Silveira
Felipe Ribeiro
Thaissa Cruz

4o. Semestre: Produto
Agência: Ìris - Cliente: Chili Beans
Alunos:
Carolina Machado
Isabela Reis
Keli Domiciano
Kelvin Morcillo
Luis Antônio Contin Jr.
Taiane Tavares
Parabéns aos ganhadores e a todos os participantes pela dedicação.

Postado por: Edson Paiva

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

VAGA PARA ASSISTENTE DE COMUNICAÇÃO

BM&F BOVESPA Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros S.A.

Curso: Publicidade e Propaganda

DESCRICAO:
· Assistente de Comunicação para atuar em rotinas administrativas da Gerência de Marketing.
· Atuará no controle e pagamentos de contratos de patrocínio e de serviços de eventos.

REQUISITOS:
· Alguma experiência em rotina administrativa.
· Estar cursando 8º semestre, ou recém-formado.

LOCAL: São Paulo – Centro
HORARIO: 8h30 às 18h
BENEFICIOS: Vale refeição, vale transporte, plano de saúde, convênio com escola de inglês, convênio com academia de ginástica, entre outros.
BOLSA: A vaga é para efetivo e não estagiário. Salário a combinar.
SITE: www.bmfbovespa.com.br

Email: lgisoldi@bvmf.com.br

TELEFONE: 11-2565 7167

OBSERVACOES: Mencionar "Vaga 919 - Assistente de Comunicação".

Postado por: Edson Paiva

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

VAGA EM AGÊNCIA DE PUBLICIDADE

Descrição:
· Vaga de Contato Publicitário JR -venda de anúncio em revista - na região da Cerqueira César.

Requisitos:
· O aluno tem que estar cursando; 3ª ano ou 4º ano - 5º ao 8º semestre.
· Dinâmico, comunicativo, ambicioso, determinado e comprometido.

Local: Av. Paulista, 2006 cj. 1010
Horário: 9h as 18 h
Benefícios: Comissão
Bolsa: R$600,00
Email: publicidade@editorase7e.net
Telefone: 2614-4710

Postado por: Edson Paiva

BANCAS EXAMINADORAS DOS TRABALHOS INTERDISCIPLINARES DE PP

4o. Semestre:
24/11 (Quarta) - Sala Digital II Bloco Verde - A partir das 19h30
INVICTA - Paiva/ Adriano/ Daniel
CHILI BEANS - Paiva/ Adriano/ Daniel
RUGOL - Paiva/ Edú/ Daniel
FUJIFILM - Paiva/ Edú/ Daniel

25/11 (Quinta) - Sala Digital I Bloco Verde - A partir das 19h30
PIRAQUÊ - Sonia/ Paiva/ Rollemberg
CORAL - Sonia/ Paiva/ Rollemberg
KIM - Sonia/ Paiva/ Rollemberg

26/11 (Sexta) - Sala Digital II Bloco Verde - A partir das 19h30
DZARM - Sonia/ Adriano/ Daniel
SPEEDO - Sonia/ Adriano/ Daniel

5o. Semestre:
01/12 (Quarta) - Sala Digital I Bloco Verde - A partir das 19h30
OUTBACK - Adriano/ Paiva/ Sonia/ Tereza
KOPENHAGEN - Adriano/ Paiva/ Sonia/ Tereza
Após estas apresentações teremos as premiações dos melhores trabalhos interdisciplinares do 4o., 5o. e 6o. semestres.

Postado por: Edson Paiva

PROGRAMA DE TRAINEE - LÉO MADEIRAS

O programa dura 1 ano e objetiva formar gestores de loja para o Estado de São Paulo.

Benefícios:
- Salário compatível com o mercado;
- Assistência médica e odontológica;
- Convênio farmácia;
- Estacionamento ou VT;
- Participação nos lucros;
- Seguro de Vida;
- Vale Refeição;
- Vale Alimentação.

Requisitos:
· Recém formados que concluíram a graduação entre dezembro/2007 e janeiro/2011;
· Cursos: Marketing, Publicidade e Propaganda;
· É fundamental ter mobilidade geográfica (viagens profissionais e mudanças de residência ao assumir a gestão efetiva de uma loja);
· Ter bons conhecimentos da língua portuguesa;
· Pacote Office.

Inscrições até o dia 05 de dezembro de 2010 no site: www.leomadeiras.com.br/trainee2011

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

CAIXAS ABANDONADAS EM IPANEMA FAZIAM PARTE DE AÇÃO PROMOCIONAL

Vejam a importância de se planejar ações promocionais com responsabilidade e se certificar das devidas autorizações junto aos órgãos competentes.

Estas caixas abandonadas em Ipanema faziam parte de uma ação promocional, mas criou pânico em algumas ruas da zona sul do Rio.

Vejam algumas das manchetes que foram geradas a partir deste incidente:

EMBALAGENS SUSPEITAS CAUSARAM PÂNICO NA ZONA SUL DO RIO

AÇÃO PROMOCIONAL VIRA FIASCO NO RIO

As caixas de madeira deixadas em duas praças de Ipanema, zona sul do Rio, na manhã de quarta-feira (24), não continham bombas nem faziam parte de nenhum atentado, como suspeitou a polícia. Elas faziam parte de uma ação promocional da empresa P&G relacionada à campanha “Avião do Faustão”, cujo garoto-propaganda é o apresentador Fausto Silva.

Segundo a Polícia Civil, a empresa Moda Promoções & Eventos, responsável pela ação de marketing, pediu autorização à Prefeitura do Rio para deixar cinco caixas em locais da zona sul do Rio, hoje de manhã. Essa autorização não foi concedida, afirma a polícia, mas ainda assim as caixas foram distribuídas. Duas delas causaram pânico entre pedestres e motoristas que transitavam pelas praças Nossa Senhora da Paz e General Osório, em Ipanema. Eles temiam que as caixas contivessem bombas.

O Esquadrão Antibombas foi chamado, arrombou as caixas e descobriu que estavam vazias. Por precaução, o trânsito na rua Visconde de Pirajá foi interditado por cerca de uma hora. Na praça General Osório, mais de cem pessoas se reuniram para acompanhar a abertura da caixa.

Segundo a polícia, outras caixas iguais haviam sido deixadas na praça Cardeal Arcoverde, em Copacabana, e no Parque dos Patins, na Lagoa, todas na zona sul. A Polícia Civil pretende pedir à empresa promotora da ação de marketing o ressarcimento dos gastos com a operação de abertura das embalagens.

Procurada pela imprensa, a P&G divulgou nota confirmando que as caixas faziam parte de ação promocional da empresa. “Lamentamos profundamente pelo desconforto causado à população e aproveitamos para informar que a ação foi imediatamente suspensa no Rio de Janeiro e nas demais cidades”, diz a nota.

Cabe ressaltar ainda que esta ação ainda coincidiu com um momento de tensão entre os moradores do Rio, pela onde de carros e ônibus incendiados por traficantes.

Ação lamentável e inoportuna. Faltou bom senso e planejamento.

Postado por: Edson Paiva

terça-feira, 23 de novembro de 2010

PREMIAÇÃO DOS TCCs



Uma noite muito especial e festiva. Foi assim que terminou e acredito que seja assim que será lembrada a noite do dia 22/11 por muitos alunos do curso de publicidade e propaganda do UNIFIEO.
Terminada a apresentação do último projeto, Mais Vita - Yoki a banca examinadora fez a arguição ao grupo e logo em seguida se reuniram aos demais orientadores para decidirem sobre as premiações por categoria e qual o trabalho irá representar a instituição no concurso de campanhas publicitárias da APP (Associação dos Profissionais de Propaganda).
Após a reunião, o coordenador do curso o Prof. Sérgio Marin parabenizou os alunos pela qualidade dos trabalhos, empenho dos professores e  agradeceu ao apoio dos técnicos e da reitoria da instituição para que tudo ocorresse como se planejava. A Profa. Sonia Lanza, coordenadora dos TCCs (not.), também parabenizou aos alunos, lembrou sobre questões importantes sobre a entrega da versão do trabalho em capa dura e a postagem de vídeos no You Tube. O Prof. Edson Paiva, coordenador da agência experimental e dos TCCs (mat.), também parabenizou aos grupos pela qualidade dos trabalhos e disse que a escolha de apenas um trabalho para participar do concurso foi muito difícil. Lembrou ainda que no início do próximo ano teremos o concurso da Intercom/ Expocom e que para este outros grupos também serão convidados a participar. Os professores orientadores Carla Risso, Edú Almeida, Marcos Ryo e Daniel Paletta, além dos já mencionados, seguiram informando que dos 12 projetos, 11 foram aprovados e entregaram nominalmente o modelo para confecção da capa dura para estes grupos.

Foram eles:
AGÊNCIA / CLIENTE:
Iluminati-Talento Garoto, Mirah-Giraffas, Nigam-TVA, Arikém-Roxos e Doentes, Supernova-Nativa SPA/O Boticário, Dom-Frutiquello, Ápice-Dix Saúde, Vivá-Morana, Ágora-Kombi VW, Destaque-Jin-Jin Wok, New Art-Mais Vita Yoki.

Logo a seguir foram anunciadas as premiações por categoria:
PLANEJAMENTO: Dix
CRIAÇÃO: Kombi, Roxos e Doentes
MÍDIA: Morana, Roxos e Doentes
COMERCIAL DE TV: O Boticário, Yoki, Morana
JINGLE: Dix
SPOT: Roxos e Doentes
DIREÇÃO DE ARTE: Kombi, O Boticário
REDAÇÃO PUBLICITÁRIA: Jin-Jin
METODOLOGIA/ REVISÃO: Morana, TVA
CARÔMETRO: Jin-Jin
BROADSIDE: Yoki
ANÚNCIO IMPRESSO: Kombi, Morana
OUTDOOR: Dix
PUBLICIDADE DIGITAL: Jin-Jin, Talento
MÍDIA ALTERNATIVA: Morana, Jin-Jin
CAMPANHA DE INCENTIVO: Morana, Yoki
PROMOÇÃO DE VENDAS: O Boticário, Kombi
MERCHANDISING: Talento, Yoki
RESPONSABILIDADE SOCIAL: Giraffas
FOTOGRAFIA: Morana
VINHETA DE AGÊNCIA: Ágora (Kombi), Destaque (Jin-Jin)
PESQUISA: Frutiquello, Dix
CARTAZ: Jin-Jin
MATERIAL DE PDV: Giraffas, Frutiquello
COMUNICAÇÃO INTEGRADA: Dix, Kombi
PROMOÇÃO CULTURAL: Talento
PATROCÍNIO ESPORTIVO: Dix
EVENTO PROMOCIONAL: Kombi
APRESENTAÇÃO: O Boticário, Kombi

Por fim foram anunciados os classificados em 3o., 2o. e 1o. lugar, lembrando que a escolha do indicado para participar do concurso foi entre o melhores trabalhos deste semestre e os do 1o. sem. (Vult e Citroen C3).

E o resultado final foi:
1o. Lugar: ÁGORA - VW - KOMBI (INDICADO PARA O CONCURSO DA APP)
2o. Lugar: VIVÁ - MORANA
3o. Lugar: ÁPICE - DIX,  SUPERNOVA - NATIVA SPA/O BOTICÁRIO, ARIKÉM - ROXOS E DOENTES.

Finalizando foram entregues o troféu e as medalhas ao 1o. colocado, desejando boa sorte e sucesso no concurso e na carreira profissional.


(*)Fotos do evento poderão ser enviadas para o e-mail : agenciaax@gmail.com



Postado por: Edson Paiva

terça-feira, 16 de novembro de 2010

BANCAS EXAMINADORAS DOS PROJETOS EXPERIMENTAIS

Banca Examinadora:
16/11
ILLUMINATI / TALENTO - GAROTO - Edú/ Paiva/ Ryo
MIRAH/ GIRAFFAS - Edú/ Paiva/ Ryo
NIGAM/ TVA - Sonia/ Paiva/ Ryo

17/11
SIGMA/ EUROFARMA - Paula/ Paiva/ Ryo
ARIKÉM/ ROXOS E DOENTES - Daniel/ Paiva/ Carla
SUPERNOVA/ O BOTICÁRIO - Daniel/ Carla/ Lima
DOM/ FRUTIQUELLO - Daniel/ Paiva/ Carla

19/11
ÁPICE/ DIX - Paiva/ Maazo/ Paula
VIVÁ/ MORANA - Lima/ Marin/ Edú
ÁGORA/ VW KOMBI - Maazo/ Paiva/ Paula
DESTAQUE/ JIN-JIN - Daniel/ Sonia/ Marin

22/11
NEW ART/ YOKI - Marin/ Sonia/ Edú

Após as defesas teremos as premiações por categorias e indicação do trabalho que irá representar o UNIFIEO no concurso da APP (Associação dos Profissionais de Propaganda).

Postado por: Edson Paiva

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS INTERDISCIPLINARES

                                                            Postado por: Edson Paiva

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

ESTÁGIO NA ESPN BRASIL

O estágio vale 2 anos, incluindo além do bolsa auxílio, vale transporte, Visa vale, convênio médico e seguro de vida, além de reajuste anual da sua bolsa.

A ESPN Brasil é subsidiária do Grupo Disney, e envolve plataformas como ESPN Brasil, ESPN Internacional, Espn HD, Internet, Mobille, Espn 360, Rádio Eldorado/ESPN e Revista ESPN.

Ano de formação: Dez/2012 a Jun/2013.

Prazo final até 15/11/2010

Maiores informações no site: http://www.espn.com.br/estagio



Postado por: Edson Paiva

.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

RESPONSABILIDADE SOCIAL

No 6o. semestre os alunos do curso de Publicidade e Propaganda são orientados a desenvolverem uma campanha publicitária para angariar fundos para as obras assistenciais de instituições beneficentes como trabalho interdisciplinar.

Neste semestre as instituições indicadas pelo professor Edson Paiva foram: ASSOCIAÇÃO ALDEIAS INFANTIS SOS BRASIL, ASSOCIAÇÃO MINHA RUA MINHA CASA, ASSOCIAÇÃO RECICLÁZARO, FRATERNIDADE IRMÃ CLARA, PROJETO TESOURINHA, ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA MONTE AZUL e ASA – ASSOCIAÇÃO SANTO AGOSTINHO.

Muitos alunos já visitaram as instituições e ficaram sensibilizados com as respectivas causas, mostrando-se engajados não apenas em desenvolver um trabalho com fins acadêmicos, mas sim em contribuir de fato com as instituições, fato que muito nos orgulha.

Para aqueles que desejarem saber mais sobre estas instituições, segue abaixo os links:

http://www.aldeiasinfantis.org.br/
http://www.minharuaminhacasa.hpg.ig.com.br/
http://www.reciclazaro.org.br/
http://www.ficfeliz.org.br/
http://www.projetotesourinha.org.br/
http://www.monteazul.org.br/
http://www.asa-santoagostinho.org.br/

Desde já parabenizamos alunos e professores pela iniciativa.

Edson Paiva

OPORTUNIDADE DE ESTÁGIO

Agência sediada em Osasco, especializada em Publicidade Digital contrata

ESTAGIÁRIO (a) DE CRIAÇÃO

Conhecimento - illustrator, fotoshop e Flash.
Para desenvolvimento de Website, hotsite e campanha on-line.

Salario entre R$ 600.00 e R$ 800,00, transporte e alimentação.

Empresa fica em frente com a UNIFIEO - Narciso

Contato - renato.max@agencia3wp.com.br

Tel - 2804-1920 Cel 7766-2669.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

EMPREGOS

AUXILIAR DE RELATÓRIO
A agência de promoção NEW STYLE contrata estudande de Publicidade e Propaganda para Auxiliar de Relatório (Temporário) - CLT.
Este profissional irá desenvolver relatórios de aferição de resultados das ações promocionais que estão em curso, a partir de coleta de informações com promotores.
Não há necessidade de experiência anterior. É importante que tenha conhecimento básico de Excel.
Os interessados deverão encaminhar curriculo para Bárbara Serrão no
e-mail: barbara.serrao@newstyle.com.br


PROMOTORES DE VENDAS
- Diversas vagas / Regiões / Produtos
Interessados deverão entrar em contato por telefone
com André ou Mariana do Depto. de Recrutamento.
Tel. 4081.3230
http://www.newstyle.com.br/

Postado por: Edson Paiva

sábado, 11 de setembro de 2010

OPORTUNIDADES DE EMPREGO

VAGA PARA PUBLICIDADE

Redator

O profissional vai participar da elaboração e produção de conteúdos para mídia digital.
Indispensável ter ótimo português. Experiência em produção de conteúdo é desejável.

Enviar currículo para: tduarte@band.com.br


TRAINEE EM PUBLICIDADE

Programa de Trainee do Grupo Pão de Açúcar.

Para isso, segue um link com a descrição da oportunidade:

Link para o programa de Trainee do Grupo Pão de Açúcar é: http://www.ciadetalentos.com.br/divulgacao/CARTAZ_PROGRAMA_TRAINEES_PAO_DE_ACUCAR_2011.html

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

ESTÁGIO NA REVISTA CULT

A Revista Cult está firmada no mercado nacional como uma das mais importantes publicações de literatura, filosofia, música, arte, teatro, cinema e todas as manifestações culturais relevantes. Reportagens, entrevistas, ensaios e resenhas também fazem parte de seu conceito editorial.

Atualmente estamos admitindo um estagiário que curse entre o 3º e 5º semestre de comunicação social em publicidade e propaganda (preferecialmente masculino).

Inglês básico, intermediário ou fluente
Vale Transporte
Horário: das 12h00 às 18h00
Salário: Será informado no dia da entrevista.
Possibilidade de efetivação.
Ótimo ambiente de trabalho.

Interessados enviar curriculo para:

marketing@revistacult.com.br

até o dia 15/09 (quarta-feira) aos de Felipe Frezza.


Felipe Frezza

REVISTA CULT
Tel: 11 3385 3385
Fax: 11 3385 3386

http://www.revistacult.com.br/

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

"SILVIO SANTOS VEM AÍ" VAI PARAR NA JUSTIÇA

SBT foi condenado nesta semana por uso indevido do jingle na TV; canção foi criada por Archimedes Messina

Jingle, que embala todos os programas do apresentador, rende uma multa ao SBT

Na mesma semana em que celebra 29 anos de existência (leia sobre o aniversário aqui), o SBT viu-se diante de um problema com uma de suas marcas mais tradicionais. Na quarta-feira 18, a 18ª Vara Cível do Fórum Central de São Paulo condenou a emissora a pagar R$ 1,4 milhão ao autor do famoso jingle "Sílvio Santos vem aí", o publicitário e músico Archimedes Messina.

O processo por danos morais e materiais havia sido movido por Messina há muitos anos. A reclamação reside no fato de que a música, composta no ano de 1964, foi feita somente para a utilização no rádio. Ao longo da existência do SBT, porém, o jingle foi incorporado na programação televisiva, sendo tocado em vinhetas e em todos os programas de auditório apresentado por Sílvio Santos.

Para calcular a multa o tribunal usou como base 1% do valor que teria sido arrecadado com 30 segundos de venda de espaço (em uma comercialização normal de publicidade) por cada domingo que o programa Silvio Santos foi exibido, ao longo dos últimos 20 anos. De acordo, com os cálculos, os 1040 domingos contabilizados somam o montante de R$ 1,4 milhão.

Procurado pela reportagem de M&M Online, o SBT, por meio de sua assessoria de imprensa, afirma que não ainda não foi notificado oficialmente da multa, mas declara que, assim que isso ocorrer, irá contestar a sentença. Pela decisão do tribunal, não cabe recurso à medida, mas a emissora poderá contestar a determinação da maneira que desejar.

Considerado um dos grandes nomes da história da publicidade no Brasil, Archimedes Messina é o autor de diversos jingles e canções famosas que marcaram diversos anunciantes e ainda fazem parte da memória popular. Além do famoso "Silvio Santos bem aí", que acabou caracterizando a figura e o estilo do proprietário do SBT, Messina também assina outras músicas famosas de comerciais, como os jingles "Seu Cabral" e "Varig, Varig, Varig" (para a companhia aérea Varig) e "Não adianta bater" (para a Pernambucanas).

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

ESTÁGIO NA BRASSCOM

Estudantes de Publicidade e Propaganda/ Marketing
Inglês Fluente
Boa habilidade em Microsoft Office (especialmente Power Point)
Boa comunicação - Pró-atividade

Período: 6 horas diárias (das 10h00 as 17h00) com 1 h de almoço.

Benefícios: Bolsa auxílio de R$ 1.000,00 + VR R$ 14,50 / dia + VT

Atividades:
- Assistência ao Depto. de MKT e Mercado Internacionais
- Suporte a organização de eventos/ reuniões
- Elaboração e tradução de apresentações em ppt
- Suporte a gestão de projeto setorial de promoção de exportações e investimentos
- Levantamento de dados/ pesquisas e análises de mercado.

Tratar com:

THAÍS TRAPP
Brasscom - Brazilian Association of Information Tecnology and Communication Companies
Tel. (11) 3053.9106

terça-feira, 29 de junho de 2010

ABÍLIO DINIZ TENTA CONSERTAR, MAS SERÁ QUE DÁ ?

O presidente do Grupo Pão de Açúcar, proprietário da rede de hipermercados Extra, Abílio Diniz, pediu desculpas via Twitter pelo anúncio publicado erroneamente, hoje, no jornal Folha de S.Paulo.

O anúncio agradecia a Seleção brasileira por sua participação na Copa após uma suposta eliminação. O Brasil venceu o Chile por 3 a 0, ontem, em jogo válido pelas oitavas de final.

“Como Pres. do Conselho de Adm. do GPA peço desculpas, em meu nome e do Grupo, aos brasileiros e, principalmente, aos jogadores da seleção. Infelizmente, a Folha de SP cometeu um grave erro com o anúncio do Extra, o que é inadmissível”, disse ele.

“Não compartilhamos com a impunidade e tomaremos as providências, que não eliminarão o erro, mas irá responsabilizar os culpados”, completou.

Segundo a assessoria de imprensa do Grupo Pão de Açúcar, a Folha de S.Paulo deve publicar uma nota explicando o erro amanhã.

Após a publicação,  que virou motivo de piadas, alastrou-se por toda a web, e-mails e mensagens via twitter como as abaixo:

“Gafe do Extra na Folha de S. Paulo. Mandaram a Seleção pra casa antes da hora”, disse um usuário.

"Extra ‘elimina’ o Brasil em anúncio da Folha. Era pra veicular se perdesse. Saiu assim mesmo”, disse outra.

“Extra, o patrocinador oficial que mais acredita na seleção brasileira!”, sentenciou um terceiro.

"Extra, o patrociandor que mais acredita no sucesso da seleção brasileira ".

Como reverter uma situação como esta ? Certamente uma simples errata não é o suficiente mediante os milhões investidos pelo Grupo P.A. para patrocinar a seleção.

Paiva

PATROCINADOR OFICIAL, EXTRA, DESCLASSIFICA SELEÇÃO POR ENGANO.


 Um anúncio da rede de Hipermercados Extra, do Grupo Pão de Açúcar, foi publicado erroneamente na edição desta terça-feira (29) da Folha de S.Paulo. A peça publicitária destaca a "eliminação" da seleção brasileira da Copa do Mundo.

No texto, a rede supermercadista diz: "A I qembu le sizwe (que significa seleção, no idioma africano zulu) sai do Mundial. Não do coração da gente. Valeu, Brasil. Nos vemos em 2014."

O Pão de Açúcar disse lamentar o ocorrido e explica que o jornal teria errado na seleção do material para a publicação "e irá se retratar publicamente com a correção do material visto que, como patrocinador da seleção, a rede Extra tem sido um entusiasta do time brasileiro", diz a empresa em nota.

"A Folha de S.Paulo esclarece que no dia 29/6/2010, no Caderno 'copa 2010', pág D11, foi publicado equivocadamente um anúncio do Hipermercado Extra, devido a problema ocorrido na área de inserção de anúncios. A publicidade insinua que o Brasil não teria se classificado para a próxima fase da copa. Lamentamos o erro."

O jornal também informa que publicará, em sua edição de quarta-feira, um "anúncio errata" sobre o assunto.

Na segunda-feira, o Brasil venceu o Chile por 3 x 0, se classificando para as quartas de final da Copa do Mundo, quando enfrentará a Holanda na próxima sexta-feira.

Paiva

quarta-feira, 23 de junho de 2010

SKOL E ARGENTINOS

MPF recomenda retirada de comercial do ar por termo “maricón”

O Ministério Público Federal em Minas Gerais recomendou à Ambev a retirada de um comercial do ar. No filme, um homem, vestido com a camisa da seleção argentina, é chamado de “maricón” ao abrir uma lata da cerveja Skol.

A recomendação do MPF partiu de uma representação feita por um cidadão argentino residente em Belo Horizonte, que considerou a conteúdo da campanha ofensiva e discriminatória.

De acordo com a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, a campanha publicitária possui duplo caráter discriminatório. Tanto em relação à nacionalidade, quanto pelo caráter homofóbico, já que o termo “maricón” significa “maricas, homem efeminado, aquele que é homossexual, medroso, covarde”.

Para a procuradoria, existem várias leis que proíbem o tratamento discriminatório, inclusive a Constituição. Além disso, o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, em seu artigo 20, diz que “nenhum anúncio deve favorecer ou estimular qualquer espécie de ofensa ou discriminação racial, social, política, religiosa ou de nacionalidade”.

Ao receber a representação, o MPF instaurou inquérito civil público para apurar os fatos e responsabilidades e expediu recomendação à Ambev para a veiculação do comercial seja imediatamente suspensa, assim como a distribuição das latas com a expressão questionada. O Conar também foi acionado para que tome as medidas cabíveis.

Procurada pelo G1, a Ambev informou que a campanha foi encerrada antes da recomendação do MPF.

Frabetti

terça-feira, 15 de junho de 2010

ENTREVISTA COM O PROFESSOR FRABETTI


Ele se define como alguém mal humorado, mas a gente sabe que isso não é de todo verdade. Advogado, profissional respeitado que discorda de certos estereótipos relacionados à sua profissão, ministra aula para nós graças a uma ajudazinha do destino. Fala sobre sua falta de credulidade em relação às mídias sociais e cita o filósofo Sócrates. Um dos professores mais competentes e carismáticos da FIEO.
“Decúbito dorsal”, após essa expressão, dispensaria apresentações.
Como ele mesmo diria: “Para de falarrrrrr !”.
Agora a entrevista do Frabetti é de vocês !

AX: Quais são suas origens, sua formação? Por quais universidades você passou? Conte-nos um pouco de trajetória.
Frabetti: Eu trabalho desde muito cedo, aos 15 anos iniciei minha carreira profissional no Grupo Matarazzo como Office boy. Em 1990 era Supervisor de Vendas e, em função da implementação do Plano Collor, houve uma grande redução de funcionários, ocasião esta que deixei a empresa. A partir daí me dediquei a administrar uma pequena empresa com minha esposa.
Sou bacharel em direito e mestre em direito pela Universidade Metropolitana de Santos.

AX: Como a ciência do direito o encaminhou para o meio publicitário?
Frabetti: Isso é uma coisa muito curiosa que até hoje não compreendo muito bem.
Quando iniciei o curso de direito minha situação financeira não andava lá aquelas coisas, assim, após a conclusão do curso comecei a estudar para concursos públicos, especialmente Magistratura e Ministério Público. Estes concursos são muito concorridos e só ingressa quem está muito bem preparado.
Eu vinha num ritmo muito forte de estudos e estava determinado a ser aprovado, porém, a vida nos reservas surpresas.
Em 1999 nasceu meu segundo filho, o Felipe, e a situação financeira que já era boa, desandou. Neste momento tive que optar entre continuar estudando para os concursos ou então trabalhar para cobrir as despesas. Não é preciso ser gênio para descobrir qual foi minha escolha. A partir disso, prestei o exame da OAB/SP e fui aprovado no primeiro exame. Mas para trabalhar como advogado iniciante a coisa é muito difícil, assim, no ano de 2000 iniciei o mestrado.
Logo no início do curso de mestrado, me identifiquei com duas disciplinas: Filosofia e Direitos Difusos e Coletivos, a partir daí enveredei para o direito do consumidor, daí para a publicidade foi um pulo. Minha dissertação de mestrado (que está na biblioteca da FIEO) tratou do seguinte tema: A liberdade de expressão prevista no artigo 220 da Constituição Federal em face da publicidade dos veículos automotores.

AX: Além das aulas ministradas no UNIFIEO, leciona em outra Instituição?
Frabetti: Sim, desde 2004 leciono na Escola Superior de Administração e Gestão, que é uma escola com cerca de 500 alunos, que está entre as 4 melhores de São Paulo e possui nota 5 no ENADE.

AX: Como você descobriu sua verdadeira vocação?
Frabetti: Acreditem ou não, mas foi mero acaso.

Ax: Para você o que faz ministrar aulas valer à pena?
Frabetti: Dou aula nos primeiros semestres de Publicidade e Propaganda e de Jornalismo. Todo início de semestre temos aquelas reuniões onde somos apresentados aos alunos. Como bom observador, vejo que muitos estão com 17 ou 18 anos vejo nos seus rostos muita perplexidade. Com o passar do tempo vejo que estes alunos vão se transformando em homens e mulheres. Dia destes estava assistindo um TCC de publicidade e me recordei da época que havia ministrado aulas para os mesmos e o quanto eles “cresceram” e evoluíram no conhecimento. Sinceramente, foi uma das melhores sensações que tive, por conta de haver contribuído para todo aquele processo.

AX: Qual a sua opinião a respeito das propagandas atuais sob o ponto de vista ético?
Frabetti: Sou muito crítico em relação à publicidade, mas reconheço que temos excelentes campanhas. Dia destes assisti a campanha no Novo Uno, há meu juízo, foi muito bem elaborada. De outro lado, percebo que alguns ainda enveredam para o lado negro.

AX: Poderia citar alguma que tenha chamado muito sua atenção, por extrapolar a ética?
Frabetti: Recentemente um fabricante de chocolates resolveu desenvolver uma campanha que provocou uma “chuva” do chocolate Twix em plena avenida paulista, só que a empresa “esqueceu’ de pedir autorização para a Prefeitura de São Paulo. Conseqüência: Multa de R$10 mil para a empresa, por desrespeito a Lei Cidade Limpa. Não se pode promover uma campanha que tenha como escopo promover a sujeira da cidade.

AX: Considera a propaganda brasileira um modelo para o mundo?Ou prefere a publicidade de outros países?
Frabetti: Pergunta difícil esta hein. Vou responder ilustrando uma situação: você se recorda da campanha do Novo Palio denominada como “Prisioneiro”. Aqui no Brasil ela foi suspensa logo no primeiro dia, pois trazia no seu contexto a mensagem de que o sistema prisional não recupera ninguém. Foi mais longe e mostrou que a primeira coisa que um ex-detento faz após sair da prisão é roubar. Pois bem, esta mesma campanha foi premiada em Cannes. A conclusão fica por sua conta.

Ax: Para você qual é o limite entre o direito de anunciar e a ética?
Frabetti: A lei.
Seja ela de caráter autorregulamentar ou aquela imposta pelo Estado.

AX: Existe algum publicitário de renome no país ou fora dele que você admire, por quê?
Frabetti: Prefiro não indicar nomes, pois irei correr o risco de esquecer alguém, de forma geral, no Brasil, todos são todos muito competentes.

AX: Poderia citar a propaganda mais antiga da qual se recorda?
Frabetti: Uma delas é a do Drops “DUCORA”, do “Cigarrinho de chocolate” da Pan ambas lembram minha infância e da Valisérie também.
Vejam nos links:  http://www.youtube.com/watch?v=Efe20Mz2AQU
http://www.youtube.com/watch?v=K5p4wGnBd0Q

AX: Você foi selecionado para a entrevista através de uma enquete. A que creditaria sua escolha pelos alunos?
Frabetti: Não querendo parecer demagogo, mas acredito que a escolha se deu por conta da forma respeitosa e descontraída que trato todos os alunos.

AX: Qual sua posição a respeito do caso da proibição da publicidade do Alpino Fast?
Frabetti: Há meu juízo, se cumpriu exatamente aquilo que o Código de Defesa do Consumidor estabelece, ou seja, a informação contida no produto não pode induzir o consumidor em erro acerca da qualidade do produto. A empresa pagou caro por isso, pois os consumidores esperavam que o produto possuísse o mesmo sabor que o chocolate Alpino, como isso não ocorreu, muitos se sentiram lesados e acabaram reclamando.

Ax: Apenas 1,49% das queixas que chegaram ao Procon de São Paulo em 2009 diziam respeito a reclamações em relação à publicidade?Em sua opinião existe passividade por parte da população? (Fonte: Abril.com)
Frabetti: Não acredito que seja passividade, tenho a impressão que é puro desconhecimento e falta do exercício da cidadania.

Ax: Qual sua opinião a respeito da proibição do Conar quanto à veiculação da propaganda da cerveja Devassa?
Frabetti: A campanha começou com um teaser. Depois surgiu a Paris Hilton se insinuando na janela com uma lata de cerveja. Há meu juízo, a campanha extrapolou um pouco o limite da sensualidade, sou do tempo que a mulher não era utilizada como objeto qualquer de desejo. De outro lado, do ponto de vista mercadológico, foi o maior sucesso, pois a marca bateu sucessivos recordes de venda em decorrência da polêmica provocada.

Ax: O brasileiro muitas vezes exibe uma postura liberal, em contrapartida o povo externa um lado politicamente correto e moralista. Qual sua opinião a respeito desse paradoxo?
Frabetti: O brasileiro é liberal quando a coisa não é com ele, quando o bicho pega, vemos como nossa sociedade é conservadora.

Ax: A Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (Abead) defende que sejam banidas as propagandas de cerveja e cigarro. Em geral qual o seu parecer a respeito? (Fonte Meio e Mensagem)
Frabetti: A campanha de cigarro na TV já é proibida e o número de fumantes vem diminuindo dia-a-dia. Com relação a bebidas e aos medicamentos, a coisa é um pouco mais complicada, pois, apesar de serem drogas, a Constituição Federal assegura que as mesmas podem ser feitas, desde que informe os malefícios que o produto provoca nos consumidores. Eu acredito que da forma que a informação está sendo passada para o consumidor nas campanhas de bebidas alcoólicas e de medicamentos não estão sendo respeitados os interesses dos consumidores e defendo que seja feito do mesmo modo que a propaganda de cigarro. Ou seja, deveria mostrar os malefícios que os produtos provocam nas pessoas.

Ax: Advogados são constantemente taxados de egocêntricos e mercenários. Algo em sua defesa?
Frabetti: Evidente que sim !!!
O advogado é essencial para a administração da Justiça, com exceção dos Juizados Especiais, sem advogado não se tem acesso à justiça. Quanto a mercenário, acredito que é um termo muito forte. Para ser bacharel em direito são necessários 5 anos de estudo. Para ser mestre mais 3 anos e para ser doutor mais 2, estamos falando em 10 anos de estudo.
Tudo isso representa custo e os bons profissionais são pagos a peso de ouro.

Ax: Qual postura de outros advogados deixa você com vergonha alheia?
Frabetti: Falta de comprometimento com os interesses de seu cliente e desrespeito com o próximo.

Ax: Mesmo sendo ilegal, a propaganda subliminar ainda existe. Qual seu parecer sobre esse assunto?
Frabetti: Não há muito que se falar sobre isso, como você disse a mesma é ilegal. Eu acredito que o anunciante que a utiliza não acredita no potencial do seu produto, pois se utiliza do subconsciente das pessoas para convencê-las a adquirir seus produtos.

Ax: O que aprendeu em sua profissão de advogado e de professor que poderia nos deixar como conselho?
Frabetti: Que estamos diariamente aprendendo coisas, pobre daquele que acredita que detém todo o conhecimento. Gosto muito daquela frase do Sócrates: “Só sei que nada sei.”

Ax: Qual o pré requisito primordial para ser um bom advogado?E um bom professor?(caso venha a ser a escolha posterior de algum aluno)
Frabetti: Em qualquer situação o único caminho é o estudo, não existem atalhos. Não se consegue enganar a todos o tempo todo.

Ax: Quando não está de terninho, advogando ou lecionando, o que faz nas horas vagas, quais são seus hobbies?
Frabetti: O pouco tempo que sobra costumo dedicar a assistir filmes

AX: Até que ponto a autorregulamentação publicitária se mostra eficiente no Brasil?
Frabetti: Há meu modo de ver é muito eficiente e representa a melhor forma de aplicação do direito, pois, o próprio mercado é que avalia o conteúdo dos anúncios. Alguns poderiam pensar que existe corporativismo nas decisões, mas não é bem assim. Para você ter uma idéia, no ano passado, de 368 processos instaurados pelo CONAR, 343 anúncios foram sustados. Fonte: http://www.conar.org.br/

Ax: A autorregulamentação brasileira difere-se de outros países em quais aspectos?
Frabetti: De forma geral funciona como no Brasil, ou seja, uma entidade privada estabelece as regras e cobra dos anunciantes o seu cumprimento. Entretanto estas entidades só podem recomendar alteração ou sustação do anúncio, pois o monopólio de dizer o direito é do Estado. Qualquer arbítrio praticado por particulares é reprimido pelo Estado.

AX: Qual sua opinião a respeito dos alunos do curso de Publicidade e Propaganda do UNIFIEO?
Frabetti: Apesar das dificuldades que encontram no decorrer do curso, possuem vontade de superá-las. Há meu juízo isso não se encontra em qualquer lugar.

AX: Em sua opinião, como está a questão da empregabilidade para alunos recém formados ou em curso nesta área?
Frabetti: Não tenho esta informação. Costumo acompanhar os classificados de emprego e vejo que sempre aparecem empresas procurando pessoas nesta área. Eu, particularmente, acredito que o aluno não pode acreditar que irá trabalhar numa agência de publicidade. O mercado é mais do que isso, existem vários segmentos que o publicitário pode trabalhar e deve explorar.

AX: Qual seria a deficiência mais comum encontrada entre profissionais recém formados nesta área?
Frabetti: Não tenho esta informação, mas acredito que, como em toda profissão, seja a falta de experiência.

Ax: Qual é sua relação com as mídias sociais? Possui blog, Twiiter?
Frabetti: Sou completamente avesso a elas.
Não tenho blog, twiter, etc., gosto muito do email pela praticidade que o mesmo proporciona. A internet acabou com o relacionamento das pessoas. Discuto muito com minha filha de 17 anos, pois não concordo que as pessoas se exponham tão abertamente na rede.

AX: Qual tipo de conteúdo gostaria de ver veiculado em nosso blog? Tem alguma sugestão?
Frabetti: Na outra escola que leciono os alunos interagem muito mais entre si. Vejo constantemente um puxando o outro para os estágios/empregos nas empresas em que trabalham. Eu acredito que vocês estão no caminho certo, criaram o canal, agora é explorar.

AX: Para finalizar, Frabetti x Frabetti.
Frabetti: Mal humorado, leal e persistente.

Não desistam e nunca deixem de sonhar. Procurem levar seus sonhos adiante, pois neles é que estão as raízes do destino.

Gostaria de agradecer a todos aqueles que me escolheram para ser entrevistado pelo blog, é uma satisfação muito grande para mim.

domingo, 6 de junho de 2010

" Assolation "


Olá publicitários
Após a versão, Calypso, Latino e Cesar Menotti e Fabiano a Assolan lança o “Assolation”.
Sim, mais uma versão de Rebolation que invadiu também o campo publicitário.
Detalhe, atentem para a reboladinha das Assoletes.
A irreverência vale o clique.



Opinem, deixem seus comentários sobre o vídeo.
All the best, students !

quinta-feira, 3 de junho de 2010

O TWITTER QUE SAIU PELA CULATRA

Comentários inadequados na rede de microblogs podem prejudicar autor e até gerar processos judiciais

Um tweet pode virar uma grande dor de cabeça e até gerar consequências mais sérias para quem escreve comentários inapropriados

Antenado e moderninho, o Twitter virou o centro das atenções das redes sociais. O que acontece na ferramenta de microblog do passarinho azul ganha asas e repercussão com facilidade viral, atravessando fronteiras físicas, econômicas e sociais. Ótimo para quem quer divulgar ideias, empresas ou produtos, ter acesso a furos e informações privilegiadas ou dar um upgrade na carreira e contratar pessoas. Porém, dependendo do tweet, pode virar uma grande dor de cabeça e até gerar consequências mais sérias para quem escreve comentários inapropriados. "O Twitter tem o dom de soltar o lado negro das pessoas", comenta Max Petrucci, diretor presidente da agência digital Garage Interactive Marketing.

Foi o que aconteceu em alguns casos recentes envolvendo a ferramenta digital e que ganharam repercussão na mídia, acendendo uma luz de alerta para os twitteiros mais ativos. No começo de maio, um comentário gerou a dispensa de um editor da revista National Geografic, demitido por criticar duramente uma reportagem de Veja. As duas publicações são da mesma editora, a Abril, que confirma a demissão, mas prefere não comentar o assunto.

O fato ocorreu cerca de um mês depois de um executivo - corintiano - ser demitido da Locaweb por escrever comentários contrários ao São Paulo Futebol Clube, durante um clássico que envolvia os dois clubes paulistas. O detalhe é que a empresa havia fechado patrocínio para estampar a marca nas mangas dos jogadores em dois jogos e mantém um camarote no estádio do Morumbi. O pedido de desculpas do profissional não foi suficiente para garantir o emprego.

"Estamos numa fase de transição de diálogos privados e públicos. O Twitter é um espaço público: você só escreve ali algo que diria em um palanque para milhões de pessoas", orienta Edney Souza, diretor da Polvora Comunicação, empresa especializada em mídias sociais.

Para o advogado Sólon Cunha, do escritório Machado Meyer Sendacz Ópice, especialista em direito trabalhista e em recursos humanos, as redes sociais oferecem uma "presunção de anonimato" que não é correta, mesmo em perfis falsos. "Hoje, a contraespionagem é forte e permite localizar quem fez o texto. Numa divulgação maciça, quando há exposição pública, é necessário ter exata noção da repercussão", avisa.

E quanto mais alto o cargo, maior a exposição e o "buzz" gerado pelos comentários, já que pode haver uma confusão entre a imagem pessoal e a da marca. "As empresas devem treinar seus executivos a lembrar que não são só indivíduos", ensina Max Petrucci. A rede social confunde a pessoa física com a jurídica para a qual o indivíduo trabalha, na opinião de Sólon Cunha. "Você ganha um ‘sobrenome' pessoa jurídica na sociedade", comenta.

Ética virtual
Mesmo sem legislação específica para o mundo digital, existem leis "do mundo real" que preveem penalidades, multas e até prisão para quem extrapolar os limites nas redes sociais e "pegar pesado" em comentários e posts. Para os especialistas, seguir um "manual" de postura digital ou um código de ética virtual pode evitar danos à imagem dos twitteiros e até problemas mais graves, como processos e demissões por justa causa.

A advogada Patrícia Peck, especialista em direito digital, destaca algumas posturas que devem ser evitadas nas redes sociais, como colocar conteúdo relativo à empresa em que se trabalha e não falar de clientes, fornecedores ou parceiros. Outra ação prudente é evitar comentar a rotina de trabalho que possa envolver algum sigilo profissional, além de não postar fotos mais íntimas nem ousadas na rede. "Devemos zelar pela nossa reputação digital", ensina.

E a liberdade de expressão? "O mesmo artigo 5º da Constituição Federal, que a garante, protege a imagem, a honra e a reputação das pessoas", lembra a advogada.

Quem procura emprego também deve ficar atento ao rastro digital deixado na rede.

Muitas empresas de RH e recrutamento analisam o perfil dos candidatos nas redes sociais e, dependendo das comunidades que frequenta ou comentários que faz, ele pode perder a vaga. O consultor de redes sociais da Direct Talk, Diego Monteiro, alivia a pressão sobre os funcionários e alerta que as empresas deveriam adotar políticas claras em relação às redes sociais e sua utilização, para evitar problemas e até demissões. "Antes de cobrar, precisa orientar. É necessário perceber que os colaboradores não sabem usar as redes sociais", conclui.

Saia justa
Não é só o mundo corporativo, das empresas e relações formais de trabalho, que pode ser assolado por comentários inadequados no Twitter ou em outras redes sociais. No meio político, artístico ou esportivo, volta e meia surgem comentários que geram saias justas para quem escreveu ou para o alvo do comentário.

Na semana passada, o presidente da Câmara Federal, Michel Temer, encerrou uma reunião "secreta" quando soube que o deputado Capitão Assumção (PSB-ES) estava twittando as discussões sobre uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que propõe a criação de um piso nacional para os policiais de todo o País. O comportamento do deputado gerou discussão entre os parlamentares presentes.

Para evitar contratempos, às vésperas da Copa do Mundo, atletas das seleções da Espanha e da Inglaterra não poderão postar no Twitter e no Facebook durante o Mundial, segundo a emissora inglesa BBC. De acordo com a Federação de Futebol da Inglaterra, os ingleses só poderão falar através do site oficial do governo.

Do lado espanhol, o treinador da seleção, Vicente del Bosque, responsável pela proibição, alegou não querer distrações por parte dos jogadores. No Brasil, Kaká disse que iria deletar a conta da esposa após ela reclamar do técnico do Real Madrid, Manuel Pellegrii, que havia substituído o meio-campista brasileiro. Como tudo na vida, para usar o Twitter uma dose extra de bom senso sempre vem a calhar...
 
Frabetti

quarta-feira, 2 de junho de 2010

VAGAS - TRAINEE

Programa de Trainee RENNER



Jornalismo, Publicidade.
Pré-requisitos:
· Conclusão entre dezembro/05 a julho/2010;
· Todos os cursos;
· Inglês a partir de Avançado (somente Trainee Compras e Corporativo);
· Disponibilidades de viagem;
· Disponibilidade de mudança de cidade/estado.

INSCRIÇÕES ATÉ 04 DE JUNHO DE 2010.

www.ciadetalentos.com.br/renner




PROGRAMA DE TRAINEE DPASCHOAL

Publicidade

Duração do programa: 12 meses
Número de vagas: 10
Inscrição: Até 13 de junho
Site: www.ciadetalentos.com.br/dpaschoaltrainee

segunda-feira, 31 de maio de 2010

PREMIAÇÃO DOS TCCs - 2010.1

1o. Lugar (Planejamento)               1o. Lugar (Criação)
VULT                                   CITRÖEN C3
Filme                                  Spot
Carômetro                              Direção de Arte
Publicidade Digital                    Redação Publicitária
Mídia Alternativa                      Anúncio Impresso
Campanha de Incentivo                  Outdoor
Promoção de Vendas                     Vinheta
Responsabilidade Social                Cartaz
Fotografia                             Apresentação
Pesquisa
Promoção Cultural


KOPENHAGEN                             CITIZEN
Mídia                                  Redação Publicitária
Metodologia
Publicidade Digital
Promoção de Vendas
Merchandising
Responsabilidade Social
Pesquisa
Material de PDV
Comunicação Integrada
Promoção Cultural

AUTORREGULAMENTAÇÃO E PUBLICIDADE NA BERLINDA

Evento realizado por associações de combate ao álcool e às drogas questiona atuação do Conar e pede mais restrições de propaganda de cigarro e bebidas

A proibição total da publicidade de bebidas alcoólicas - incluindo cerveja - e a necessidade de uma regulamentação ainda mais rígida para a comunicação de cigarros. Essas foram algumas das ideias debatidas no evento Álcool, Tabaco e a Publicidade realizado nesta quarta-feira, 26, em São Paulo pela Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas (Abead) e o Instituto Nacional de Políticas Públicas do Álcool e Drogas (Inpad). O encontro contou com a participação de psiquiatras, professores, advogados e representantes de ONGs como o Instituto Alana e o Idec.

A linha-mestra do evento foi a crítica ao setor publicitário e ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). "Não acredito que o Conar controle a publicidade discriminatória. Não acredito em autorregulamentação", afirmou Luis Antonio Rizzato Nunes, desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ele também disse que o uso de pontos de venda de cigarro móveis, em festas, por exemplo, viola a lei e criticou a qualidade da publicidade de bebidas. "Boa parte dos publicitários é muito jovem e só pensa em sexo", declarou. "A proibição total de publicidade é medida imprescindível à política pública e de prevenção ao consumo de cigarros e bebidas", complementou João Lopes Guimarães, do Ministério Público de São Paulo.

Já o professor Raul Caetano apresentou uma pesquisa que mostra que 40% do consumo de álcool se dão entre a população com idades entre 18 e 29 anos - e prioritariamente entre homens. "Não é por acaso que há tanto apelo sexual na propaganda", afirmou. Ele mostrou estudo que indica que a maior parte dos problemas em decorrência da bebida acontece com pessoas não identificadas como alcoólatras, o que justifica uma política de controle do problema mais efetiva e dirigida à população geral.

Valéria Cunha, da Divisão de Controle do Tabagismo do Instituto Nacional do Câncer (Inca), por sua vez, salientou que as políticas antifumo vêm sendo eficazes no País. Segundo estudo apresentado por ela, realizado dentro da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio (PNAD, do IBGE), 17,2% da população brasileira era fumante em 2008 - uma redução significativa em relação aos 33,1% de 1989.

A professora e vice-presidente da Abead, Ilana Pinsky, mostrou pesquisa que analisou 420 horas de conteúdo televisivo gravado e em que se verificou que a publicidade de bebidas alcoólicas tem uma distribuição desigual entre os diferentes programas (humor, novelas e esportes), com forte concentração neste último tipo (69,18%). "Há uma associação clara entre a publicidade de cerveja e esportes e isso vai ser reforçado pela Copa e as Olimpíadas", frisou.

Ilana também apresentou estudo sobre os programas de responsabilidade social de empresas de bebidas - como o "Piloto da Vez", da Diageo, e o "Amigo da Vez", da Ambev. Segundo a pesquisadora, o número de programas assim ainda é baixo, especialmente quando se tratam de empresas brasileiras, e não costuma haver avaliação da eficácia deles.

A única mesa redonda que serviu como contraponto na arena anti-publicidade foi a composta por Leandro Batista (professor da ECA- USP) e Eneus Trindade Barreto Filho (professor adjunto do departamento de relações públicas, propaganda e turismo da ECA). "A proibição da publicidade de cigarro não diminuiu o consumo", defendeu Batista. Sobre a publicidade de bebida alcoólica, Barreto opinou: "Se é uma questão de saúde pública, restrinja o consumo. A propaganda é penalizada, mas não se questiona a produção?"

Frabetti

domingo, 30 de maio de 2010

Resultado da enquete

Olá

Como apontou o resultado da enquete, o próximo professor a ser entevistado será o Frabetti, que encabeçou a lista com 91 votos, seguido por Felipe Morina com 57 votos e posteriormente professores Edson Paiva e Sérgio lima, empatados com 20 votos.

Enviem sugestões de perguntas que gostariam que fizéssemos para o Frabetti, as selecionadas serão exibidas na postagem da entrevista.

See you.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

APRESENTAÇÕES DOS TCCs

EMPREGO

Webdesigner - PUBLICIDADE
ATIVIDADE: Edição de imagens, elaboração e administração de e-mail marketing, criação e atualização de banners do site.

PERÍODO: 08h15 às 18h00

REMUNERAÇÃO: R$1.500,00

BENEFÍCIOS: Vale transporte; Vale refeição; Assistência médica; Assistência Odontológica.

ESCOLARIDADE: Ensino técnico e cursos específicos da área

PERFIL:
· Profissional criativo, dinâmico e inovador, em busca desafios e desenvolvimento profissional.
· Comprometido com prazos e atento a detalhes.
Profundos conhecimentos em:
· HTML
· CSS
· Web standards (Tableless) (programação de e-mail marketing em tabelas) essencial.
· Cross-Browser
· Usabilidade
· Dreamweaver
· Photoshop
· Flash

rh.selecao@lepostiche.com.br

sexta-feira, 21 de maio de 2010

OPORTUNIDADE DE EMPREGO

AUXILIAR DE MARKETING


Empresa de médio porte do segmento de construção civil.
Principais atividades:
· Dar suporte a gerencia e equipe;
· Controle de planilha de gastos;
· Controle de estoque;
· Follow-up com agências de publicidade;
· Relatórios de visitas;
· Redação de briefings.

Requisitos:
· Experiência anterior como auxiliar de marketing ou atendimento de agências;
· Superior completo ou cursando: marketing, publicidade ou administração;
· Desejável inglês.
· Boa escrita.
· Bons conhecimentos em Excel.

A empresa oferece remuneração compatível com o mercado + benefícios (VR, VT, Assistência médica, Assistência Odontológica, Incentivo a estudos).

Os profissionais interessados deverão encaminhar o currículo e pretensão salarial para camila@rhumus.com.br com o assunto: Auxiliar de Marketing

APRESENTAÇÕES DOS TCCs DE PP 2010.1

quinta-feira, 20 de maio de 2010

ANVISA PROIBE PUBLICIDADE DO ALPINO FAST

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu toda ação publicitária do Alpino Fast – achocolatado da Nestlé, que teve sua campanha de lançamento criada pela WMcCann. A punição, publicada na edição desta terça-feira (18) do Diário Oficial da União, é fruto de uma polêmica envolvendo o uso da marca Alpino, que não está contido na fórmula do achocolatado.

Correm investigações na Promotoria de Defesa do Consumidor do Rio de Janeiro – do MPE – e no Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). O MP se baseia em uma denúncia feita pelo blog “Coma com os olhos” no dia 25 de fevereiro. No post, o CCOO questionava o produto por usar a marca sendo que trazia na embalagem a inscrição “este produto não contém chocolate Alpino”.

Em resposta à publicação, a Nestlé enviou uma nota ao blog, informando que o “Alpino Fast tem ingredientes do chocolate Alpino e sua formulação exclusiva. Porém, os processos produtivos da bebida láctea e do chocolate são diferentes”. A nota também dizia que a frase “este produto não contém chocolate Alpino”, apesar de não exigida pela legislação, foi incluída na embalagem pois a empresa preza a “transparência da comunicação com o consumidor e para evitar que, eventualmente, ele recebesse o produto como chocolate Alpino derretido e engarrafado, e não como uma nova formulação.”

Já na semana passada, a empresa divulgou outra nota, na qual afirmava que “o Alpino Fast tem, sim, em sua composição, além de outros ingredientes, a mesma massa do chocolate Alpino”. Mas as frases “este produto não contém chocolate Alpino” e “imagem meramente ilustrativa para referência de sabor” foram retiradas da embalagem do produto porque, segundo a Nestlé, “estão gerando controvérsia, mais que esclarecimento”.

Segundo o promotor Júlio Machado, que comanda as investigações, a Nestlé disse ao Ministério Público que seria impossível reproduzir fielmente os aromas do Alpino no achocolatado e, mesmo que fosse, a composição acabaria ficando diferente. Para Machado, essa declaração gerou estranheza e traz alguma contradição.

Para o MP, se houver ilegalidade, pode ser proposta uma ação civil pública à Justiça para que o rótulo seja alterado ou, dependendo do caso, o produto pode vir a ser retirado do mercado. A ação pode acarretar, inclusive, em pedidos de indenização por parde dos consumidores, tanto individualmente, como em coletivo.

O Conar, por sua vez, abriu uma representação para apurar se a embalagem pode ou não induzir o consumidor ao erro. Ainda nas próximas semanas o caso deverá ser julgado pelo Conselho de Ética, que pode pedir alterações na embalagem.


Enviada pelo Prof. Frabetti